Rio das Ostras / RJ - sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

Trombose Venosa

O que é Trombose venosa ?
Trombose venosa é a formação de um coágulo no interior de uma veia. A trombose ocorre com mais frequencia nas veias dos membros inferiores.

Quais as causas da Trombose Venosa ?
As causas da trombose venosa se dividem em 3 grupos: 
⦁    As condições que levam à estase venosa ( circulação lenta do sangue ) que ocorre, por exemplo, em pacientes acamados ou imobilizados e nas viagens prolongadas.
⦁    As condições que levam a hipercoagulabilidade ( uma tendência maior do sangue a formar coágulos ), como consequencia de outras doenças, desidatração, tabagismo e uso de hormônios como anticoncepcionais, por exemplo.
⦁    Os traumas ( levando a lesão da camada que reveste internamente as veias - o endotélio ), como ocorre nas cirurgias e lesões acidentais.

Quais são os fatores de risco para Trombose Venosa ?

Os fatores de risco para trombose venosa são constituidos por condições que se enquadram entre os 3 grupos descritos acima ( causas da trombose ). Veja abaixos alguns dos fatores de risco que são considerados durante uma avaliação médica. :


⦁    Permanecer sentado por muitas horas, pois ficando na mesma posição por muito tempo a sangue circula mais lentamente aumentando a chance de formação de coágulos ( estase venosa )
⦁    As trombofilias que são desordens hereditárias ou adquiridas da coagulação sanguínea levando a uma facilidade para a formação de coágulos ( hipercoagulabilidade )
⦁    Permanecer acamado ou em repouso absoluto como em internações hospitalares
⦁    Cirurgias tanto podem levar a lesões nas veias como podem requerer a imobilização do paciente por períodos prolongados durante a recuperação.
⦁    A gravidez que leva tanto a uma lentidão no fluxo sanguíneo devido ao aumento na pressão abdominal como a leva a um estado de hipercoagulabilidade.
⦁    Trombose venosa profunda prévia. Estatisticamente quem já teve um episódio de trombose tem mais chances de desenvolver um novo episódio, assim uma trobose venosa profunda prévia é considerada um fator de risco.
⦁    Obesidade. Como na gestação o aumento da pressão abdominal dificulta o fluxo sanguineo e facilita a formação de coágulos.
⦁    Tabagismo. O fumo causa um estado de hipercoagulabilidade além de lesar as células do endotélio ( revestimento interno das veias )

Quais são os sintomas da Trombose Venosa  dos membros inferiores ?
A trombose venosa dos membros inferiores é classificada em superficial ( coágulos de que se formam em veias superficiais, geralmente varizes ) e profunda ( trombose das veias do sistema profundo ). Os sintomas variam de acordo com o tipo de veia acometida, a localização do coágulo e a extensão da trombose. Assim os sintomas podem variar desde dor e vermelhidão no trajeto da veia, no caso de trombose superficial ( chamada de tromboflebite superficial ) ao inchaço e dor no membro inferior no caso de Trombose Venosa Profunda.
A dor na trombose venosa profunda muitas vezes é descrita pelos pacientes como semelhante a dor muscular, mais frequentemente na panturrilha.

Como é feito o diagnóstico de Trombose Venosa Profunda ?
O diagnóstico de trombose venosa profunda se baseia na análise dos fatores de risco pela anamnese, exame físico e exames de imagem ( EcoColor Doppler Venoso dos Membros Inferiores, p.ex.)
É importante consultar um especialista imediatamente nos casos suspeitos, já que o tratamento adequado de forma precoce pode previnir as complicações da trombose.

Quais são as possíveis complicações da trombose ?
A mais temida complicação da trombose venosa profunda é a embolia pulmonar que acontece em uma parcela pequena dos casos e pode ser fatal. A embolia pulmonar ocorre quando um coágulo se desprende da veia e segue para o coração e dele para as artérias do pulmão causando a oclusão destas artérias. Dependendo da extensão da embolia pode ocorrer a morte por insuficiência respiratória.
Uma outra complicação relativamente frequente da trombose é a síndrome pós-trombótica que ocorre quando as válvulas das veias param de funcionar. É uma sequela da trombose que não tem cura mas pode ser controlada e leva ao edema crônico e inflamação progressiva da pele até ulcerações nos casos mais graves e não tratados de forma adequada.

Como é feito o tratamento da Trombose Venosa profunda ?
O tratamento inicial da trombose venosa profunda é feito com medicamentos  anticoagulantes orais ou injetáveis. Estes medicamentos interrompem a formação de coágulos impedindo a progressão da trombose.
Em alguns casos onde há contra-indicação para o uso de anticagulantes ou há um grande risco de embolização pode ser necessário o implante de um filtro para impedir a embolia pulmonar.
Em raros casos, muito graves de trombose venosa profunda pode ser necessária uma cirurgia para remoção dos trombos ( trombectomia venosa ). Uma trombectomia também pode ser realizada em alguns  casos de tromboflebies superficiais envolvendo a safena magna.
Outros cuidados que podem ser prescritos no tratamento da trombose venosa e suas sequelas englobam medicamentos para diminuir o edema e a compressão elástica. è importante seguir a risca todas as recomendaçõs do especialista para obtenção do sucesso no tratamento das tromboses.